domingo, 25 de agosto de 2013

Mar Morto -Jorge Amado

A história do livro se passa no Cais da Bahia, onde viviam os marinheiros, e um dos mais antigos era Seu Francisco que cuidava do sobrinho Guma, ensinando-lhe as leis do mar. Guma, com o tempo, tomou conta do saveiro chamado Valente. A fama de Guma no cais ocorreu em uma noite de tempestade, onde Guma, com o seu Valente, salvou um navio que iria naufragar. Depois disso, Guma conheceu Lívia, uma das moças mais bonitas do cais, casou-se com ela e foram morar com Seu Francisco, onde ao lado deles foram morar Rufino e Esmeralda.
Viviam muito bem, até que Guma envolveu-se com Esmeralda que o perseguia, Rufino descobriu, matou Esmeralda e depois matou-se de desgosto. Logo depois, Lívia descobriu que estava grávida. Guma, com remorso de ter traído Rufino e Lívia, pegou o Valente e foi para o mar e bateu nas pedras. Não morreu, mas o Valente ficou totalmente destruído. Lívia teve o filho que se chamava Frederico e Guma estava feliz com o filho, mas ao mesmo tempo arruinado por ter perdido seu saveiro. Sem escolha, começou a contrabandear seda  para os árabes. Numa dessas viagens, o filho de um dos árabes tinha ido junto para Porto de Santo Antônio, mas caiu no mar. Guma pulou no mar e conseguiu salvá-lo, mas morreu com seu ato de coragem. Lívia ficou com Frederico e o Seu Francisco, e tomaram conta do saveiro apenas com a lembrança de Guma que ficará na memória do cais, principalmente porque após sua morte as águas do mar se tornaram calmas e mortas, mas também por ele ter sido um homem de coragem e bom coração.
O livro possui uma leitura compreensível, repleta de diálogos e além de ilustrações . Com capítulos bem desenvolvidos, a narrativa nos faz penetrar em um ambiente mítico e lendário, inspirados nos relatos de pessoas repletas de crenças.
Uma ótima leitura que faz você viajar . Eu recomendo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Os Jovens Leitores Copyright © 2015 - Design por Camila Solli.